Google+ Meu Mundo

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Semana Santa



Como manda a tradição... Na semana Santa você não pode fazer sexo, ou ouvir música -a menos que sacra- nem dançar, beber álcool -já as drogas é melhor não falar- nem falar grosserias, tão pouco devemos comer carne, nem chupa-la!

Além disso, na sexta-feira às 3 da tarde, hora que Cristo morreu não é recomendado sair para a rua, nem mesmo olhar para fora da janela.


Dizem as avós que se uma criança mostra a língua para seus pais, sua língua pode se tornar Língua de Cobra, para ter certeza que não façamos qualquer atividade que exija o uso da língua...

As crenças mencionadas fazem parte de uma longa lista de mitos relacionados com a Semana Santa, que no passado, não muito distante, veio causar medos nas pessoas, mas de todos eles repassemos aqueles que podem nos afetar diretamente.

Na semana Santa...

Não podemos sair de casa: Nesse caso a coisa boa é que pesquisei muito -via internet- e até agora ninguém comentou que apareceu o diabo em algum antro.
Bem, como é proibido ouvir música, e o uso de álcool e de substâncias psicotrópicas... Também investiguei e a má notícia é que, os acidentes aumentam durante esta época do ano -como em todos os períodos de feriados- por isso, se você pensa em consumir álcool -e alguma outra coisa- faça isso em uma casa e fiquem todos para dormir lá, quem sabe até não acaba em uma orgy party.

Não pode participar de jogos de azar: Judas deu muito, mas muito mau nome a todos aqueles que queriam ganhar dinheiro apostando, mas sabemos como era Judas certo?

Mas como dizem, "é melhor prevenir, do que remediar", então evitem de viajar para Las Vegas ou outros lugares que têm casinos nessa época.

E se você pensa em jogar poker, ou qualquer outro jogo de azar, não precisa apostar dinheiro. É melhor fazer com presentes... Confie em mim fazer com a roupa, por exemplo, vai te divertir muito mais.

Não podem fazer sexo na Páscoa porque ficam presos: Há um mito de que ter relações sexuais neste momento pode ocorrer de você ficar colada ao seu parceiro... Assim como os gatos e cachorros. Imagine ficar presa com o seu "movimento" e chegar ao hospital... Hahaha

Mas bem, brincadeira a parte, isso pode acontecer, embora não necessariamente na Páscoa...
Se trata de um problema físico -ou psíquico- produzido na mulher, que pode ocasionar durante a relação sexual uma contração involuntária em certos músculos vaginais que aprisionam o pênis e, consequentemente, o parceiro fica grudado.

Se isso ou algo do tipo acontecer, não vá correndo para o hospital, minha recomendação é que ambos relaxem, respirem profundamente e que a mulher tome um relaxante muscular, e verão que em poucos minutos já poderá libertar o companheiro e pronto.

Ahh... e se isso acontecer na semana Santa, faça exatamente o mesmo, mas, em seguida, vá na igreja, ou não!

Ahh e como ensinam com o sexo, porque tampouco se pode ter sexo na Semana Santa, piorou na sexta-feira santa, porque ai é uma passagem de ida para o inferno. Mas fiquem tranquilos que isso só se aplica a todas aquelas pessoas que acreditam que sexo é pecado e também que existe o inferno, então, se você está lendo isto, certamente você está isento dessa crença, então vocês não tem nada com o que se preocupar.

domingo, 20 de janeiro de 2019

A Pequena Morte


Os franceses chamam o período pós orgasmo de "le petite mort" que significa "a pequena morte" e isso se refere ao êxtase que sentem tanto homens quanto mulheres.


De acordo com isto, quando alcançamos o êxtase, nos desconectamos por segundos da nossa consciência e do nosso corpo e a explosão do prazer é tal que por essa razão se diz que "morremos" por um momento... Que forte!

Mas para chamá-lo assim, se deve tratar de um verdadeiro orgasmo, daqueles muito intensos que te levam para o céu e volta.

Quando experimentamos essa sensação podemos garantir que por mais que experimentamos calafrios e até mesmo contrações instantâneas muito intensas em todo o nosso corpo, outras reações podem ser notadas no corpo como pulso acelerado e vale a pena mencionar que a pessoa que sente não costuma gritar, ou algo parecido, mas, ao contrário, sente uma paz em todo o seu ser.

Obviamente, não há um manual que diga o que você deve ou não sentir quando você atingir o orgasmo, você pode gritar como louca e eu não... E não devemos esquecer que cada uma de nós experimenta as sensações de forma diferente, apesar de que o objetivo de todas é conseguir experimentá-las.

O orgasmo além de produzir muito prazer, ajuda que o nosso corpo libere endorfinas, que são hormônios encarregadas de relaxar e dar um efeito analgésico no organismo e por causa disso, é dito que o sexo é um grande alívio para dores de cabeça. Incluindo casos de enxaqueca.

Algo que eu acho que é necessário esclarecer é que o orgasmo feminino é muito diferente do masculino, ok? De começo, demoramos um pouco mais para chegar, claro, a menos que usemos brinquedos sexuais... ha!

É por isso que para conseguir experimentá-lo, devemos conhecer nosso corpo, devemos explorar e aprender a reconhecer nossos pontos eróticos para que, a partir daí, possamos ensinar ao nosso parceiro o que mais gostamos.

Além disso, de acordo com vários estudos científicos, o sexo é bom para a saúde, e o fato de fazer sexo frequentemente diminui o risco de um ataque cardíaco, porque o coração age da mesma maneira quando você pratica esportes, além de que os jogos sexuais preliminares e o sexo ajudam a prevenir o câncer de mama em nós, mulheres e o da próstata nos homens.

E aqui estão mais alguns fatos, que farão sua vida feliz: Após o clímax, as mulheres não precisam de uma recuperação tão longa quanto o homem, mas muito mais curtas, por isso podemos experimentar um segundo orgasmo logo após o primeiro, e até conseguir vários consecutivos.

Nós experimentamos um orgasmo -ou mais- mediante a estimulação do nosso clitóris que, devido ao grande número de terminações nervosas, tem uma sensibilidade maior que o canal vaginal e quatro vezes mais que a glande masculina.

Há mulheres que também podem experimentar um orgasmo, estimulando seus mamilos e há quem teve orgasmos espontâneos sem qualquer estimulação, enquanto dormem ou como resultado de sonhos.

E sim, por último, tem mulheres -muitas, é claro- que podem atingir o orgasmo também por simulação, isto é, fingindo! Embora trapacear nunca seja bom, uma técnica de sexólogos para atingir o orgasmo consiste em agir como quando você realmente o sente de verdade, acelerar a respiração, ofegar, gemer e mexer seus quadris, isso relaxa sua mente e suas emoções, favorecem a descarga de endorfinas e ajudam a provocar um verdadeiro orgasmo.

domingo, 13 de janeiro de 2019

Quer ver um filme em minha casa?


Nós todas conhecemos esse plano que raramente inclui assistir a um filme, mas desta vez, trago 5 filmes de terror bem sexys, que você pode -e deve- ver com o seu parceiro, enquanto o abraça e aperta diferentes partes do seu corpo...

E sim, no final -e só no final de assistir ao filme- podem fazer sexo, mas já com os hormônios alterados.

Para mim, filmes de terror e sexo formam uma combinação que nunca vai falhar em uma reunião noturna.

Há muitos filmes que se aproveitaram deste haltere eficaz para gerar doses iguais de medo e emoção na frente da tela quando se trata de desfrutar de uma experiência ao limite, desde a série de sequencias de sexta-feira 13 onde Jason mata várias de suas vítimas durante o sexo até "A Nightmare on Elm Street", onde as mãos de Freddy -para chamá-las de alguma forma- aparecem na banheira de uma adolescente com as pernas abertas.

Mas bem, eles estão prontos para minha seleção?

1. Hellraiser

Sadomasoquismo, infidelidade, mortos-vivos e uma estética que influenciou muitos outros filmes do gênero são os protagonistas que habitam este submundo de paixões demoníacas.

2. Demônio de Neon (The Neon Demon)

Ele mergulha você no mundo das modelos, moda e todos os processos horríveis que essas mulheres bonitas e anoréxicas devem passar, onde uma suga a outra, muita moda, glamour e muito sangue.

3. Fome de Viver (The Hunger)

O grande David Bowie aparece neste filme e faz o papel de um vampiro que envelhece rapidamente, para abrir caminho para uma história um pouco lésbica tão erótica e sexy que você vai querer vê-lo de novo e de novo.

4. Crash - Estranhos Prazeres (Crash)

Este drama psicológico não é o típico thriller erótico. Esse filme de Cronenberg é sobre um grupo de pessoas que se excitam em ter relações sexuais em acidentes de carro.

5. Psicopata Americano (American Psycho)

Antes de vestir o traje de vigilante mascarado de Gotham City, Christian Bale interpretou Patrick Bateman, o psicopata, narcisista, sociopata com humor negro que frequentemente acabava numa orgia... de sangue.

Se quiserem conferir, segue os links para download.

1. Hellraiser



2. Demônio de Neon




3. Fome de Viver



4. Crash - Estranhos Prazeres



5. Psicopata Americano


sábado, 12 de janeiro de 2019

Propósitos de Ano Novo




Todos já sabem que seus propósitos neste ano são muito parecidos com os do ano passado e os do retrasado e assim por diante...

Emagrecimento
Ir a academia
Viajar mais
Encontrar a pessoa da sua vida
Ser uma pessoa muito mais organizada...

Então, desta vez quero te dar novas ideias -ou melhor, novos propósitos- para que o seu 2019 seja um ano de muuuuito e melhor sexo, entre outras coisas.

Então vamos lá!

1. Adeus aos tabus

A verdade é que este é o primeiro passo que você tem que dar, então comece o ano se livrando de tudo que o retém.

Estou falando de pensamentos do tipo: "Sinto muito que você me veja nu". Às vezes, nem percebemos que temos esse bloqueio que nos impede de desfrutar a vida e o sexo.

Pode ser um bloqueio cultural, algo que disseram os seus pais, "A senhora não faz essas coisas", ou alguma crença religiosa "Você tem que se casar virgem" ou até problemas não resolvido com o seu parceiro.

A primeira coisa que você tem a fazer é identificar o tabu que te impede de gozar e trabalhar nele, se você precisa de ajuda profissional, não tenha medo de ir a um especialista, que é para isso que estamos lá.

2. Realize uma -ou varias- das suas fantasias sexuais

Fantasias sexuais nos ajudam a estimular nossa imaginação e aumentar a libido, por isso é altamente recomendável

Faça-as se tornarem realidade

No entanto, devemos saber a diferença entre as fantasias que queremos realizar e aquelas que só funcionam em nossa mente.

Analise sua fantasia e, se a resposta for sim, eu posso -e quero- fazê-lo, o próximo passo é começar na pratica.

Você não tem nada a perder e muito, mas muito que ganhar.

3. Romper com a monotonia sexual

Está na hora de mudar!

Faça pequenas mudanças em sua vida diária, envie uma mensagem sexy para o parceiro, tire fotos bem sensuais ou compre um brinquedo sexual...

Mudar o cenário para seus encontros sexuais é uma boa ideia. Então, se você já experimentou todos os cantos da sua casa desde a cozinha e sala passando pela garagem, tente ir para um motel de vez em quando, é por isso que eles têm uma jacuzzi e outras instalações divertidas.

A verdade é que as pequenas coisas fazem a diferença, a ideia é ir de pouco a mais.

Eu recomendo que você compre o Kamasutra, para que você possa integrar várias novas posições ao seu repertório...

O que você acha de fazer uma por semana?

4. Atreva-se a ser e sentir-se sexy

Você tem que pensar -de uma vez por todas- que durante o sexo, não importa se você tem alguns quilos extras ou se você tem estrias ou se...

Então esqueça de se despir com a luz apagada ou pior, na cama, escolha fazer o contrário, pra mim o que me ajudou muito -e acabou se tornando habito- é comprar lingeries que me fazem parecer mais sexy do que eu realmente sou...

Existem milhares de desenhos, formatos, então a melhor coisa que você pode fazer é experimentar todos os modelos e ver quais são as melhores, ou que você mais se adapte.

5. Ter mais e melhores orgasmos

Parece incrível, mas apenas 30% das mulheres experimentaram um orgasmo em suas vidas inteiras... É mais talvez você pense que teve um -ou vários- e a verdade é que isso não é certo e você está vivendo em um engano.

A regra para isso é conhecer a si mesmo, então a masturbação é o melhor que você pode fazer, por isso é altamente recomendável usar vibradores, dildos ou um Satisfyer, lembre-se que o primeiro passo é ter um orgasmo sozinha e depois e experimentá-lo com seu parceiro, comunicando o que você gosta para chegarem juntos ao orgasmo.

6. Inclua brinquedos na sua vida sexual

A ideia aqui é conversar com seu parceiro e incorporar brinquedos diferentes no relacionamento... É muito excitante ele ver você se masturbar, até itens de bondage, que são obviamente um pouco mais pesados.

Eu recomendo que você visite uma sexshop e veja todas as opções que existem e que experimente toda... Pouco a pouco.

domingo, 9 de setembro de 2018

Praticando o bondage na vida real


Sejamos honestas com nós mesmas, sei que pensaram sobre isso e mais de uma vez, ou não? Desde 50 tons de cinza, até o vídeo da Rihanna S&M e parece que todo mundo está fazendo isso e você ainda não, mas a verdade é que você morre de curiosidade.

Você não é a única, posso jurar para você, mas... se você está curiosa, por que não tentar?

E é que o bondage não tem que ser algo aterrorizante, mas pelo contrário, na realidade é muito fácil introduzir o bondage em seus relacionamentos sexuais, portanto, leia e prepare-se para conhecer seu lado mais sombrio.

1 - Compreendendo o bondage

Para alguns casais, o bondage pode ser um tema complicado, mas apenas no começo, e logo fica mais fácil, se você está animado com a ideia, mas está um pouco nervosa entrando na cena de bondage, posso te ajudar a entender o que é e por que você não deveria ter medo.

O termo bondage pode se referir a várias disciplinas diferentes, vamos começar com:

B&D - Bondage e Disciplina – Bondage é o uso de restrições para melhorar o prazer sexual, e a disciplina é o uso de punição ou recompensa em resposta a um conjunto de regras. Isso inclui algo tão leve quanto usar algemas ou um mini chicote e "espancar" nosso parceiro, talvez você já tenha usado isso em seu relacionamento, mas nunca o chamou por seu nome, ou não?

D&S - Dominação e Submissão - Este é um jogo de poder com o seu parceiro, aqui se define quem é o submisso dando controle ao dominante, obviamente os papéis podem mudar de acordo com a ocasião.

S&M - Sadismo e Masoquismo - Aqui reside o prazer de dar ou receber sensações físicas que -às vezes- se limitam à dor.

Isso é menos assustador do que parece, pois pode ser feito de maneira gentil, seja puxão de cabelo, tapas nas nádegas, arranhões e até mordidas, é muito possível que você já tenha experimentado algo assim na cama -ou em qualquer outro lugar- sem perceber, mas não se preocupe se tudo o que você está lendo é completamente novo para você, pois sempre há uma primeira vez.

2 - Comunicação com o seu parceiro

No mundo do bondage, a comunicação com o seu parceiro é a chave absoluta para o sucesso, por isso, antes de iniciar qualquer tipo de atividade, você deve garantir que você e seu parceiro tenham uma comunicação aberta e honesta, cada um de vocês deverá dar uma descrição "detalhada" de seus desejos, bem como qualquer coisa que os incomoda a fazer. Ok?

Temos que falar sobre nossos limites e, o mais importante, ter uma palavra segura, essa palavra determinará o quanto estamos curtindo -ou não- a situação.

Eu recomendo usar o sistema de semáforo, dizendo verde quando estamos desfrutando de uma situação, amarelo quando queremos diminuir sua intensidade e vermelho quando queremos que pare completamente.

Ou podem escolher uma palavra mais excitante, mas o recomendável é não escolher uma palavra que tenha algum vínculo com o sexo, pois pode confundi-los no momento em que devem retornar à realidade.

3 - Começar lentamente

Te entendo completamente; você está morrendo de vontade de começar, mas para aqueles que não estão acostumados com a cena de bondage, é importante respeitar o seu tempo, começar com algo leve para realmente ter uma ideia do que vocês gostam, assim como o que vocês não gostam, eu recomendo começar devagar com:

- Alguns leves puxão de cabelos

- Algumas palmadas, primeiro com as mãos e depois com chicotes

- Usar vendas -um de vocês ou ambos- durante o sexo

- Amarre as mãos do seu parceiro com algemas -talvez comece com aquelas que tem pelúcias ao redor-

- Use-pouco a pouco os outros brinquedos, sempre mantendo a palavra segura em mente.

4 - Descobrir juntos seus desejos

Visite uma sex shop e compre um kit de bondage -ou brinquedos separados- que chamem sua atenção e a do seu parceiro.

A ideia aqui é tentar brinquedos que farão você sentir que esta experiência é verdadeiramente autêntica, então se você acha que o S&M é para você, os grampos de mamilo podem se tornar o seu novo brinquedo favorito.

Se ambos estiverem desfrutando dessas novas experiências e quiserem levar as coisas ainda mais longe, nessas lojas vocês encontraram todos os tipos de produtos que se tornarão cúmplices indispensáveis na relação.

5 - E depois o que?

Uma parte incrivelmente importante do bondage que os iniciantes podem às vezes ignorar é o cuidado posterior e que até mesmo o bondage mais leve pode se tornar muito intenso -tanto no corpo quanto na mente- então você deve sempre ter tempo para cuidar de suas necessidades e as do seu parceiro e ambos ajudam-se a "voltar à realidade".

Isso é muito fácil de fazer, já que a ideia é encher seu parceiro de beijos e abraços, e se certificar de que ambos se sintam seguros e amados, é importante analisar o que acabaram de fazer, falar sobre os sentimentos que tiveram durante o ato -os bons e os maus, se houvesse algum- e qualquer coisa que queiram mudar no futuro, a ideia aqui é não negligenciar nada e fazer que isso funcione. ou não?

sábado, 8 de setembro de 2018

O tamanho importa... e muito!

Créditos imagem: fatosdesconhecidos.com.br

Não há nada mais falso do que a frase "Tamanho não importa" e isso se aplica não apenas ao tamanho do pênis, mas na vida diária, seja em brincos, porções de comida ou bebida, carros e outros

Eu sou uma daquelas pessoas que pensam que quanto maior, melhor e única exceção à regra seria em termos do tamanho da barriga...

Então, se um dia você encontrar um homem que diz "Tamanho não importa, o que importa é o que você faz com isso" entregue-se ao perdido.

Baseada em minha própria experiência, assim como das minhas amigas -e amigos gays-não tenho mais nada a não ser dizer a eles que o tamanho importa -e muito-

Sendo sincera e objetiva!

É pura e simplesmente uma questão de anatomia, de ir mais longe, suponho que não tenho que me explicar com a distância, certo? Mas, para quem não conhece o ponto G está um pouco longe, o que significa que um pênis mais longo vai além de um pênis pequeno.

Da mesma forma que um pênis grosso proporciona muito mais prazer do que um pênis fino, e não é necessário ser um Einstein para chegar a essas conclusões.

O homem que diz que o tamanho não importa é que ele tem um pequeno e a mulher que diz que não importa é que ela está com um homem que tem um pequeno, tenho dito.

A verdade é que há de tudo nesta vida, tem muitas histórias de homens dotados que são péssimos na cama, enquanto outros têm um menor e, portanto, tem que compensar a falta de tamanho com criatividade e entusiasmo, o que os torna muito bons amantes, mesmo que eles não tenham nada para se gabar entre suas pernas.

E como eu disse antes, também é importante a espessura. E ainda mais importante que o tamanho e espessura, é que fique duro, ou seja, que sirva, ou não?

Descobrir o tamanho do pênis de nosso parceiro é um dos momentos mais críticos quando você decide ficar com alguém e é algo tão crucial que vai definir o seu relacionamento... Pode ser comparado com as trocas de presentes de Natal em que você abre a caixa ansiosa para ver o que tem, e a verdade é que não há tantas opções:

a) Mini

b) Normal

c) Grande

Em qualquer caso, não há como escapar, pelo menos não por esse momento, não se pode dizer "Obrigado, mas eu não gosto do que está no menu". Eu digo que está em você, se você está feliz com o tamanho -e a forma- e está disposta a repetir o cardápio ou se você não gosta de nada e por isso inventa mil e uma maneiras para acabar com ele, sem contar a verdadeira razão pela qual você está mandando ele para o "chuveiro", afinal depois de tudo você tem que ser decente e não machucar os sentimentos de ninguém, especialmente em assuntos tão delicados quanto o tamanho do seu pênis.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Sexo Tântrico


Desta vez, indo mais para o lado esotérico, decidi escrever sobre o sexo tântrico, uma doutrina oriental baseada no tantra. E antes de continuar a falar sobre isso, acho importante esclarecer -para todos aqueles pouco conhecedores- que o sexo tântrico é algo que não tem nada a ver com o Kamasutra, ok?

O Kamasutra é um livro bem legal -no qual uma série de posturas sexuais aparece-, enquanto o sexo tântrico se refere única e exclusivamente à prática do Tantra e é focado na Kundalini (energia corporal) e energia sexual para alcançar o êxtase.

Uma vez que o assunto esteja esclarecido, aqui vou dar 8 orientações para iniciar o sexo tântrico.

1- A importância dos sentidos.

O objetivo do sexo tântrico não é a ejaculação ou o orgasmo, mas sim o aumento dos sentidos através de beijos, carícias e olhares para que a energia sexual flua, deixando para trás tabus e preconceitos, mas acima de tudo, estresse e pressa.

Você tem que ter tempo para tudo, você pode começar com um simples jogo de olhares e carinhos, tudo com calma e sem atingir os genitais imediatamente, para explorar cada parte do corpo do nosso parceiro e explorar o nosso usando a visão, olfato, audição, paladar e, claro, toque.

2- Contato visual.

Ok... Desde que exploramos os outros sentidos, é muito importante focar na visão e mesmo que não acreditem em mim, há muitas pessoas que temem olhar diretamente nos olhos de outras pessoas, mesmo que seja o parceiro delas, "um olhar diz mais que mil palavras", sim, eu sei que a frase é banal, mas é 100% verdadeira.

A ideia aqui é parar (ou sentar e até se encostar) os dois nus, de frente um para o outro, aqui é muito possível aumentar a conexão simplesmente mantendo contato visual, mas para conseguir uma conexão real, você tem que tentar decifrar o que o que seu parceiro sente e obviamente o que você sente. Você tem que estar ciente do que está acontecendo naquele momento especial e, embora no início possa ser -um pouco estranho e até mesmo desconfortável- no final você vai acabar tirando cada um dos seus sentimentos... O resto vai passar sozinho.

3- O controle dos chakras.

O tantra chama muita atenção para os chakras, que, para aqueles que não sabem, são os centros de energia do corpo.

Para poder trabalhar os chakras, um deve se deitar para que seu parceiro lhe faça uma massagem por todo o corpo, e isso vai dos pés à cabeça, acentuando-se nas áreas onde os 7 chakras estão localizados, estes podem ser visualizados como um flor aberta de cor diferente, vermelha para o primeiro chakra raiz ou base, laranja para o segundo chamado sacro, amarela para o terceiro do plexo solar, verde para o quarto de coração, azul claro para o quinto da garganta, azul escuro para o sexto do terceiro olho e finalmente o roxo para o sétimo da coroa.

Aqui o uso de óleos é altamente recomendado




4- O culto ao feminino, Shatki.

O feminino aqui se refere às características arquetípicas com respeito à experiência vital das mulheres, no sentido de ternura, suavidade e sensibilidade.

O homem tem que emprestar sua essência para que a mulher desfrute, esta atenção sobre o prazer da mulher, por sua vez, repercutira no seu próprio, o homem deve mostrar uma atitude de plena consciência e atenção receptiva ao corpo do sua parceira, isso é ouvir, perceber, sentir com sutileza e em sua totalidade.

5- Descobrir o universo masculino, Shiva.

Este ponto pode parecer semelhante ao anterior, mas agora é a mulher que deve explorar o corpo do homem, tem que manter a mente aberta e pensar que o corpo humano é um universo para descobrir e que existem zonas erógenas diferentes que podemos ir despertando e descobrindo, claro, sem chegar nos órgãos genitais, o que será um grande desafio, já que o que diferencia as mulheres, embora os homens desfrutem de carícias, não o fazem da mesma forma que as mulheres e, nestes casos, lhes é quase impossível suportá-las sem estimular seus genitais... Note que eu disse "quase".


6- Ritmos diferentes.

Embora você não acredite, você pode experimentar novas sensações sem a necessidade de mudar de parceiro, o segredo aqui para evitar cair no hábito é mudar os "ritmos" no encontro íntimo com o parceiro.

E é que a mudança de intensidades e ritmos aumenta a energia da excitação e ajuda a ter orgasmos muito mais intensos.

Um exercício tântrico você pode tentar é variar o ritmo e intensidade das carícias, especialmente nas zonas erógenas, isso se aplica tanto nas preliminares como na penetração, o segredo aqui é fazer diferentes ritmos, como uma onda de 6 penetrações suaves e uma profunda.

7- Domínio do orgasmo.

São muitas as pessoas -especialmente os homens- que estão interessados ​​em Tantra para adquirir um domínio total da sua ejaculação e é que quando a ejaculação ocorre, o homem perde um bom tanto de energia física e precisa de tempo para se lançar num segundo round.

O truque aqui é chegar ao domínio da ejaculação, que consiste no orgasmo de corpo inteiro, porque sem ejacular, a ereção não cede e o clitóris pode permanecer sendo estimulado por muito mais tempo.

8- Respiração.

Incorporar a respiração no sexo muda a vida, o truque aqui é respirar juntos, sincronizando com a respiração do outro e se transformando em um mesmo. Então, quando você se sentir excitado, use sua respiração para mover a energia sexual de seu centro sexual para o seu espaço cardíaco, isso aprofundará a conexão do seu coração, criará mais eletricidade entre os dois e aumentará as sensações orgásticas.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Ozrosaurus - On And On [2004.03.03] {Download}


Só para relembrar, hoje eu trago um clássico do rap japonês. O single que deu inicio ao álbum "Rhyme & Blues" que viria a ser classificado como melhor álbum de hip-hop em 2006 pela renomada MUSIC MAGAZINE.

Tracklist:
1. On And On
2. On And On (Romero SP Remix)
3. Chain Remains Featuring: 秋田犬どぶ六 & B-Yas
4. Material Jungle Featuring: F.U.T.O.


domingo, 17 de junho de 2018

Quanto tempo deve durar uma relação sexual?


A verdade é que isso pode ser algo tão, mas tão subjetivo que não é possível falar de uma duração exata, ou é?
Hmm... A verdade, eu não sei.

E é precisamente dando uma duração "média" que lhe damos um caráter comum, uma possibilidade de objetivá-lo, não é assim?

Então a questão aqui, devemos perguntar a todos os nossas amigas para estudar todas as suas respostas e obter uma média, ou não?
Bem, não, porque temo que a metade -ou mais- dos nossos amigos mentiriam sobre isso.

Anos atrás -durante minha adolescência- tinha-se a ideia de que quanto mais tempo durasse uma relação sexual melhor era e que o simples fato de aguentar horas no sexo era sinônimo de dar à outra pessoa o que ele precisava para chegar ao clímax -assim que chamavam-, realmente tinha a crença -para os homens- que o melhor que podiam fazer antes de ejacular era pensar sobre coisas com tesão zero, tipo o rosto de sua avó para assim deter a ejaculação... WTF?

Anos depois se comprovou que a coisa não ia por aí de passar horas sem poder atingir o orgasmo, que no começo era representação de uma má sexualidade e um péssimo desempenho... É claro que, a menos que você estiver usando sprays ou cremes retardadores, mas isso é uma outra história.

Em 2005, foi realizado um estudo com 1.500 casais -heterossexuais- todos com cronômetros na mão! Eles cronometravam o tempo da sua relação sexual e a média ficou em 7,3 minutos, isso é sem preliminares ok.

Três anos depois, se chegou a esses resultados, dos quais me parecem bastante sensatos:

De 1 a 2 minutos: Muito, mas muito curto, o que é mesmo uma ejaculação precoce, muito precoce.

De 3 a 7 minutos: Adequado, ou seja, bom, mas não é nenhuma maravilha, isso significa que se pode se esforçar um pouco mais.

De 7 a 13 minutos: Desejável, o que todos nós aspiramos, já que nessa média é muito provável que ambos cheguem ao orgasmo.

Mais de 13 minutos: Demasiado longo, ou seja, o seu parceiro já atingiu o orgasmo e você ainda está duro, o que significa que o conjunge em questão já está pensando em outras coisas, como: tomar banho, comprar pão, colocar Netflix e você em sexo, sexo e mais sexo... Compatibilidade zero.

Mas, o verdadeiro objetivo aqui não é pensar nesses 7 minutos -ou mais- que uma relação sexual pode durar, mas sim em tudo o que podemos fazer antes, desde massagens até carícias passando por todos os tipos de jogos sexuais, o que significa que no final das contas não há duração ideal para o sexo, porque o ideal é desenvolver livremente a nossa sexualidade, nos divertir, explorar, brincar e nos deixar levar.

sábado, 2 de junho de 2018

Afrodisíacos


Primeiro de tudo, deixe-me explicar que o termo afrodisíaco vem de Afrodite, a deusa grega que representou o impulso sexual, a procriação e o poder do amor... Mas tudo isso pode ser encontrado na Wikipédia.

A verdade é que a ciência ainda não encontrou resultados conclusivos sobre se há ou não afrodisíacos na natureza, mas o homem passou séculos e mais séculos consumindo diferentes alimentos e substâncias com "propriedades" que de alguma forma servem para aumentar a libido e a qualidade do sexo.

A busca pelo prazer sexual fez com que os humanos recorressem do sublime ao absurdo, incluindo todos os tipos de alimentos, plantas, remédios e até poções secretas.

Alguns exemplos vão das pernas de coelho - que é devido à fama dos coelhos - das pimentas, que ao comer aumentam a temperatura do corpo e fazem o coração bater mais rápido ou outros produtos como o chocolate entre os astecas ou a canela na época do rei Salomão, que na época era tão rara quanto cobiçada, então eles eram considerados a comida dos deuses.

Aqui está uma lista de "afrodisíacos" que -segundo eu e meu marido- funcionam muito bem... E além de tudo eles são deliciosos, então aqui não há perdas:

Abacate: Esta fruta foi usada pelos incas, astecas e até mesmo pelos maias por todas as suas propriedades afrodisíacas. E para aqueles que não sabem o seu nome original, "ahuacati" significa testículo... Aqui só com a explicação da origem da palavra nós já ganhamos... Há!

Baunilha: Madame Pompadour, a famosa amante do rei Luís XV, usava muito em todas as suas sobremesas, com o seu sabor delicado e doce fragrância, foi capaz de mascarar qualquer odor, pode parecer desagradável isto, mas dentro daqueles vestidos e perucas devia ser impossível cheirar bem, ou não?

Ginseng: O ginseng vermelho, tem servido como tratamento da disfunção erétil, já que seu óxido nitroso, relaxa as cavidades venosas do pênis, então na próxima vez que você for a um restaurante oriental pode pedir com sua bebida ou gin tónico.

Canela: A razão por que se atribuem propriedades afrodisíacas a canela é que melhora o fluxo sanguíneo com os consequentes benefícios que leva para os órgãos genitais, então da próxima vez que você pedir um arroz com leite ou cappuccino, digam para colocar muita canela.

Açafrão: Este tempero, conhecido como um dos produtos mais caros do mundo, foi amplamente utilizado como afrodisíaco no mundo antigo. Os gregos acreditavam que seu efeito era mais forte nas mulheres e que uma dieta rica em açafrão, as faziam loucas e nublava a vista, de tal maneira que não pensavam em nada além de sexo... Então, tomem nota!

Chocolate: Além de delicioso e viciante, o chocolate contém fenilalanina e teobromina dois compostos vasodilatadoras que ajudam a melhorar o fluxo sanguíneo e aumento da capacidade pulmonar, também estimula a produção de serotonina, vital para o surgimento do desejo sexual... Preciso dizer alguma coisa mais?

Ostras: O seu elevado teor de zinco ajuda a melhorar a qualidade do esperma e contribui para o aumento da lubrificação da área genital feminina, além de seu alto teor de proteína ajudar a melhorar o desempenho sexual, sem contar sua forma ou toque na boca, que quase, quase desliza na língua de uma forma bastante sugestiva... E o mesmo se aplica aos moluscos!

Camarão e outros mariscos: Não se pode esquecer dos camarões, lagostins, lagostas, polvos e até mesmo peixes, por seu alto teor de fósforo e iodo. O salmão, atum e merluza são algumas das espécies também destacadas pelas suas virtudes afrodisíacas... Especialmente se forem consumidas na praia em trajes de banho, pois encorajam que se comporte mal... Muito mal!

Morangos: Esta frutas que de entrada é muito sexy, estimula o sistema endócrino e o sistema nervoso, o mesmo ocorre com as cerejas, amoras e framboesas, quero dizer... Quem não gostaria de comer um morango que correu o corpo do seu parceiro em questão?

Banana: Além de que sua forma é claramente fálica e com certeza haverá alguém que as colocaram em suas partes íntimas. Gente, melhor comprar um vibrador! A banana contém altos níveis de bufotenina, magnésio, potássio e vitamina B. E bem, a combinação destes químicos equilibra os neurotransmissores cerebrais responsáveis por melhorar o humor e libido.

Vinho: Não é nenhum segredo que o álcool é o maior desinibidor -legal- que existe no mercado e assim, se somarmos a grande quantidade de antioxidantes que ele contém, temos uma das armas mais potentes em termos de geração de desejo sexual...Em experiências pessoais lhes digo que é muito melhor o tinto do que branco e sim, tem que ter cuidado para não tomar demais, especialmente os homens, porque muito bêbados pode causar impotência... E nós não queremos isso, certo?

Manga: De longe a minha fruta favorita, que tem uma quantidade muito elevada de betacaroteno, que ajuda na geração de estrogênio e testosterona. Sua grande variedade de vitaminas melhora a qualidade do esperma e também contém triptofano, também chamado de hormônio do prazer.

Maçã: Desde que Adão e Eva comeram essa fruta e "descobriram o desejo sexual", a maçã tem um valor sexual intrínseco, não é? Também na antiguidade acreditava-se que as maçãs e seus derivados, como compotas, geleias, cidras ou licores tinham qualidades afrodisíacas e proporcionavam eterna juventude, enquanto na Idade Média se "encantava" uma maçã -como a Branca de Neve- para despertar o desejo sexual nas donzelas, e aqui está o melhor, se uma mulher dormia com uma pequena maçã entre as suas pernas e na parte da manhã ela dava de comer a um homem ela se tornava "a menina dos seus olhos" e ele não olharia para mais ninguém... Então, já sabem garotas o que você tem que fazer da próxima vez que for ao supermercado ou a feira e se encontrar na parte das maçãs... Há, há, há!